Estudo constata que obesidade na gravidez compromete imunidade do bebê

Estudo constata que obesidade na gravidez compromete imunidade do bebê

A obesidade durante a gravidez, além de estar relacionada à ocorrência de diabetes e problemas cardiológicos no filho, compromete o sistema imunológico dos bebês desde o começo de suas vidas, segundo afirma um estudo feito na Universidade da Califórnia.

Para chegar à essa conclusão, a equipe de pesquisadores analisou cordões umbilicais de bebês nascidos de mães magras, com sobrepeso e obesas. Ao todo, foram analisadas 39 mães de diferentes raças na cidade de Portland. Elas não eram fumantes, não tinham diabetes, nem complicações de gestação.

O estudo analisou o índice de massa corporal, que leva em conta o peso e a altura. Do total, 11 mulheres foram consideradas magras, 14 com sobrepeso e as outras 14 eram obesas.

A pesquisa constatou que células do sistema imunológico nos bebês nascidos de mães com alto índice de massa corporal não respondiam a antígenos bacterianos se comparado aos bebês nascidos de mãe magras. Essa diferença pode comprometer a resposta à infecções e vacinas, segundo a pesquisadora Ilhem Messaoudi, que liderou o estudo.

A equipe também concluiu que células responsáveis por promover resposta a alergias e à asma estavam significadamente reduzidas nos sangues dos cordões umbilicais dos bebês filhos de mães obesas.

A nutricionista Tânia Rodrigues, consultora do Bem Estar, diz que a gestante tem que ter uma alimentação saudável, principalmente no primeiro trimestre da gestação, quando toda a formação inicial do bebê acontece. Segundo ela, a mãe precisa ingerir, principalmente, proteínas e também ácido fólico, presente nas folhas escuras.

Fonte: Bem Estar