Ioga pode reduzir fatores de risco para doenças do coração

Ioga pode reduzir fatores de risco para doenças do coração

Praticar ioga reduz fatores de risco para o desenvolvimento de doenças cardiovasculares, tais como hipertensão, colesterol e índice de massa corpórea (IMC). A constatação é de um estudo publicado na segunda-feira pelo periódico European Journal of Preventive Cardiology.

Os estudiosos analisaram 37 ensaios clínicos, que avaliaram 2 768 pessoas. Eles constataram que a prática indiana oferece os mesmos benefícios para a saúde do coração que atividades aeróbicas tradicionais, como o ciclismo e a corrida. “Esse resultado é importante principalmente para aquelas pessoas que não gostam de exercícios aeróbicos, mas que querem colher seus benefícios”, explicam os autores.

Conclusões — O estudo revelou que a ioga pode reduzir o IMC, a pressão arterial e o colesterol “ruim” (LDL), além de aumentar o colesterol “bom” (HDL). Com esses resultados, os pesquisadores chegaram à conclusão de que a ioga e os exercícios aeróbicos funcionam da mesma maneira para o corpo.

Os autores explicam que os benefícios são potencializados se a ioga for pratica em conjunto com o uso de medicamentos, principalmente para aqueles que já possuem alguma doença do coração. “Provavelmente a ioga ainda oferece benefícios como redução do stress, que também auxilia na saúde metabólica e cardiovascular”, dizem os autores.

Como prevenir um infarto:

Um dos principais fatores para evitar acúmulo de gordura na parede das artérias (a chamada aterosclerose) é controlar os níveis de colesterol. Enquanto o colesterol ruim (LDL) deposita gordura na parede das artérias, o colesterol bom (HDL) leva o excesso de gordura para o fígado, de onde ele será eliminado pelo intestino.

Taxas saudáveis de LDL e HDL evitam a formação de placas de gordura, que causam coágulos. “A aterosclerose diminui o calibre do vaso e pode levar até à obstrução do fluxo sanguíneo. Ou ela pode criar uma fissura que exponha o núcleo da placa de gordura. Essa parte, ao entrar em contato com o sangue, origina o coágulo”, explica o cardiologista Cesar Jardim, responsável pelo Clinic Check up do Hcor Diagnóstico, em São Paulo.

Seguir uma dieta pobre em gordura saturada e rica em fibras, praticar atividade física e parar de fumar são medidas que ajudam no controle do colesterol. 

Fonte: Veja