Mais de 800 pacientes diabéticos são monitorados via internet em SP

Mais de 800 pacientes diabéticos são monitorados via internet em SP

A partir desta quarta-feira (13), mais de 800 pacientes diabéticos atendidos no HSPE (Hospital do Servidor Público Estadual), na capital de São Paulo, terão os níveis de glicemia (taxa de açúcar no sangue) monitorados pela internet por médicos do Serviço de Endocrinologia e Metabologia da unidade.

Um aparelho de medição da taxa de glicemia permitirá que o paciente faça o controle em casa, enquanto que os médicos monitoram via internet. Isso permite a prevenção de doenças cardiovasculares, insuficiência renal, cegueira, gangrenas e amputações. O programa também irá evitar que os pacientes tenham que ir sempre ao hospital quando o diabetes estiver descompensado.

 

“Nada deve ser proibido, nem mesmo o açúcar”, alertam médicos sobre diabetes

No entanto, se a taxa de açúcar no sangue estiver alta, o especialista irá solicitar o retorno do paciente ao consultório para ser novamente orientado, além de uma dieta rígida de controle alimentar.

Pesquisa

Um levantamento realizado pelo HSPE aponta que um a cada cinco pacientes idosos internados na unidade são diabéticos. O Iampse (Instituto de Assistência Médica ao Servidor Público Estadual) atende 10% da população idosa do Estado de São Paulo.

“Fiquei livre das injeções diárias de insulina”, diz jovem escritor com diabetes

O diabetes, doença considerada como a quarta causa de morte do País, é causada pela elevação da glicose no sangue, acima dos níveis considerados normais. Infarto, insuficiência renal e perda da visão são algumas das complicações desencadeadas pela doença. O diretor Evandro de Souza Portes, do Serviço de Endocrinologia e Metabologia, explica que é necessário alimenta-se corretamente.

— É preciso incluir na dieta todos os nutrientes recomendados, manter-se sempre hidratado e praticar atividade física regularmente, desde que não haja nenhuma contraindicação médica.

 

Fonte: R7