Número de mortos por H1N1 no Brasil sobe para 1.003

Número de mortos por H1N1 no Brasil sobe para 1.003

Desde o início do ano até o dia 11 de junho, 1.003 pessoas morreram em decorrência do vírusH1N1 no Brasil, segundo novo informe epidemiológico publicado pelo Ministério da Saúde. Em uma semana, desde a divulgação do boletim anterior, foram registradas 117 novas mortes pelo vírus.

Trata-se do maior número de mortes por H1N1 no país desde a pandemia de 2009, que matou 2.060 brasileiros.
Ao todo, foram notificados 5.214 casos de síndrome respiratória aguda grave (SRAG) por influenza A/H1N1 ao longo de 2016. A SRAG é uma complicação da gripe. Em uma semana, foram registrados 633 novos casos de SRAG por H1N1 no país.
Além das mortes pela influenza A/H1N1, houve ainda 100 mortes por outros tipos de influenza. São Paulo foi o estado com o maior número de mortes por influenza, correspondendo a 42,7% do total no país.
Na semana passada, o ministro da Saúde, Ricardo Barros, disse que adiantará o início da campanha de vacinação contra o vírus H1N1 em 2017.

Como se prevenir da H1N1

– Lavar sempre as mãos, principalmente após tossir e espirrar. Para lavar a mão, deve-se utilizar água e sabão ou, ainda, álcool 70%. Para utilizar o álcool, é importante não estar com as mãos visivelmente sujas;
– Utilizar lenços descartáveis;
– Deixar o ambiente sempre ventilado;
– Cobrir boca e nariz sempre que espirrar ou tossir;
– Não tocar na região dos olhos, nariz e boca sem que a mão esteja limpa;
– Não compartilhar objetos de uso pessoal, como garrafas, copos e talheres;
– Evitar contato com pessoa gripadas, evitando abraços, beijos e apertos de mão;
– Evitar aglomerações em épocas em que o número de casos da doença for alto.

Número de mortes por H1N1 por estado

São Paulo: 434
Rio Grande do Sul: 119
Paraná: 87
Goiás: 53
Mato Grosso do Sul: 49
Rio de Janeiro: 44
Santa Catarina: 36
Espírito Santo: 36
Minas Gerais: 26
Bahia: 23
Pará: 21
Pernambuco: 14
Distrito Federal: 13
Paraíba: 11
Ceará: 9
Rio Grande do Norte: 7
Mato Grosso: 6
Alagoas: 5
Amapá: 4
Acre: 2
Amazonas: 2
Maranhão: 1

Fonte: Bem Estar