O frio chegou!

O frio chegou!

O clima de Brasília nunca foi exemplo de estabilidade, mas é em junho que o frio está previsto para começar e, com ele, os brasilienses se sentem obrigados a procurar aquele agasalho guardado há meses no armário. Mas, com a chegada dos dias um pouco mais gelados, vem a os cuidados necessários com a saúde ocular.

O oftalmologista Daniel Barra, do Visão Institutos Oftalmológicos, em Brasília, comenta que nesta época as pessoas se aproximam fisicamente e é aí que mora o problema. “Se o clima está frio, a tendência é dos indivíduos ficarem mais juntos como uma forma de se aquecerem. Por incrível que pareça, é neste momento que a incidência de conjuntivite viral aumenta. Neste caso, indico que todos mantenham a higiene pessoal criteriosa e jamais cocem os olhos com as mãos sujas”, aconselha o médico.

Dr. Daniel Barra acrescenta que além da procura pelas botas e blusas de mangas compridas, pacientes com os olhos avermelhados aparecem em busca de atendimento. “Em Brasília, o frio chega com a baixa umidade. A ardência nos olhos é bem comum e a lágrima artificial ameniza o problema. Mas só o médico pode receitar o remédio”, explica o especialista.

Mas nem sempre olhos vermelhos e com ardor é sinal de irritação. Dr. Daniel destaca a importância procurar um oftalmologista assim que possível. “O paciente está com o olho vermelho, mas pode ser várias coisas como conjuntivite viral, alérgica e etc. É preciso fazer um diagnóstico e tratar a causa do problema”, alerta. Pessoas que já possuem baixa lubrificação dos olhos independentemente da época do ano, devem ter cuidado redobrado a partir deste mês.