Paciente com esclerose múltipla frequenta CER de São Bernardo do Campo para aliviar sintomas da doença

Paciente com esclerose múltipla frequenta CER de São Bernardo do Campo para aliviar sintomas da doença

Quem vinha atrás de mim falava que eu mancava de uma perna e não estava percebendo”, lembra.

    Somente após um exame para descobrir porque estava engordando, mesmo tendo o hábito de fazer caminhadas e frequentar a academia, é que Sueli começou a ver que algo estava errado. Depois de um ano e meio, após serem descartados problemas na tireoide e nos ossos, ela recebeu o diagnóstico final: estava com esclerose múltipla.

    Essa doença neurológica ocorre quando o sistema de defesa do organismo destrói a camada de gordura que envolve os neurônios, levando a vários sinais e sintomas, como problemas de visão, coordenação, equilíbrio e força. Evolui ao longo dos anos, podendo se manifestar por crises de perda de visão e fraqueza muscular. No caso de Sueli, o problema está nas pernas.

    Por isso, para aliviar os sintomas da doença, ela frequenta, desde meados de 2011, o Centro de Reabilitação Especializado (CER) de São Bernardo do Campo, em São Paulo. Toda terça-feira, das 13h às 14h, faz exercícios para fortalecer a musculatura e alongamento. “De vez em quando, também faço bicicleta sem carga, porque com carga eu não consigo mexer o pedal”, acrescenta. Para complementar a atividade, Sueli faz hidroginástica em uma instituição da prefeitura.
    esde que começou a frequentar o CER de São Bernardo, a professora conta que aprendeu a conviver melhor com a doença, graças à dedicação dos profissionais. “Nos dias em que eu faço, tenho uma disposição bem melhor”. Segundo Sueli, a equipe que a atende é bastante prestativa. “As fisioterapeutas são muito boas. Sabem o que fazem e tratam a gente muito bem”, observa.

    Rede pública

    Hoje em dia, estão em funcionamento 102 CER e 21 Oficinas Ortopédicas – serviços oferecidos na rede pública. Para ampliar ainda mais o atendimento às pessoas com deficiência, o Ministério da Saúde doou 108 veículos adaptados e financiou a construção de mais 110 CER e 37 Oficinas Ortopédicas, além da reforma e ampliação de 45 CER e três Oficinas e equipamentos para 69 CER e 15 Oficinas.

    Fonte: G1