Terceira idade e a saúde respiratória

Terceira idade e a saúde respiratória

Assim como acontece em todo o nosso corpo, o sistema respiratório também sente seus sinais com o passar dos anos, mas o que torna isso preocupante é que como as funções dos órgãos diminuem, os idosos passam a sentir mais, mesmo nos casos em que se deparam com um simples resfriado, por exemplo.

É exatamente por isso que esse grupo de pessoas deve redobrar os cuidados quanto às doenças respiratórias. E o tabagismo se torna um vilão ainda maior para os idosos. A boa notícia é que os efeitos do envelhecimento podem passar até mesmo despercebidos, mesmo para as pessoas com mais de 60 anos, se manterem hábitos saudáveis e um cuidado redobrado com a saúde em seu dia a dia.

E o que é comum acontecer nessa fase?

Com o envelhecimento do sistema respiratório, é comum ter que conviver com os seguintes sinais:

  • Redução do fluxo de ar e de troca gasosa;
  • Redução da quantidade máxima de ar que pode ser expirada após uma inspiração;
  • Enfraquecimento dos músculos respiratórios;
  • Redução na eficácia dos mecanismos de defesa pulmonar.

E como se proteger?

Como falamos, as doenças respiratórias podem ser sentidas com mais ênfase por aqueles que têm outras comorbidades, como doenças cardíacas, tanto é que a pneumonia é uma das principais causas de óbito entre as pessoas com mais de 60 anos. Então, os cuidados precisam ser levados a sério, é sempre bom redobrar a atenção.

  • Tenha uma alimentação rica em nutrientes e equilibrada;
  • Faça atividade física com acompanhamento médico;
  • Se fizer algum tratamento para doença respiratória, siga-o corretamente;
  • Fique longe da fumaça de cigarro.

 

Com as funções respiratórias reduzidas, é importante manter a vacinação em dia para evitar infecções por quadros bacterianos e virais.

Cuidar da saúde respiratória é essencial!